terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Deixei de escrever, deixei de tocar guitarra de acordo com o que as minhas mãos queriam, deixei de escrever poemas e de passear sozinha à beira-mar.
Voltei à correria que é a "vida real". É díficil parar agora para pensar. É díficil arranjar aqueles momentos de silêncio, apenas eu e o batimento do meu coração. É díficil voltar à vida antiga, à vida de toda a gente. A vida em que nem sequer temos tempo para pensar em parvoíces, paranóias ou desenvolver grandes medos. Algo que eu anteriormente tinha. Por vezes não me conheço. Sinto-me demasiado tranquila, demasiado em sintonia com o mundo, demasiado não-dependente do medo. Obviamente que não quero ser dependente do medo, apenas me sinto uma estranha. É claro que a minha faceta ansiosa se manifesta muitas vezes durante o dia também. Nada muda de um dia para o outro .. É pena.

1 comentário:

TITA disse...

Estar em sintonia com o mundo é um primero passo para poder seguir para a frente. Quando consigas estar ao mesmo tempo em sintonia contigo e com o mundo entao terás encontrado o equilibrio.
Efectivamente nada muda de um dia para outro mas o mais importante é aprender que nao se pude andar para trás, que a essencia da vida é seguir em frente. A vida, realmente, é uma rua de sentido único.